27.3 C
Franca
junho 20, 2024
Agricultura

Café tenta avançar na semana, mas encerra com alta nos estoques americanos.

O mercado futuro do café arábica encerrou as negociações desta sexta-feira (16) com intensa desvalorização para os preços na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Após uma semana marcada pelas condições climáticas no Brasil, os estoques nos Estados Unidos pressionaram as cotações.

Março/23 teve queda de 735 pontos, negociado por 164,40 cents/lbp, maio/23 teve baixa de 705 pontos, valendo 164,60 cents/lbp, julho/23 teve desvalorização de 700 pontos, cotado por 164,65 cents/lbp e setembro/23 teve queda de 675 pontos, negociado por 164,40 cents/lbp.

Na Bolsa de Londres, o tipo conilon encerrou com estabilidade. Março/23 teve queda de US$ 12 por tonelada, negociado por US$ 1866, maio/23 teve baixa de US$ 10 por tonelada, valendo US$ 1836, julho/23 teve queda de US$ 8 por tonelada, valendo US$ 1821 e setembro/23 teve baixa de US$ 6 por tonelada, valendo US$ 1813.

De acordo com análise do site internacional Barchart, os preços do café na sexta-feira desistiram de um avanço antecipado e caíram acentuadamente com sinais de oferta abundante de café nos EUA. A Green Coffee Association informou na sexta-feira que os estoques de café verde dos EUA em novembro subiram +1,1%. Além disso, os estoques de café arábica da ICE saltaram para uma alta de 5 meses de 743.011 sacas na quinta-feira, ante a mínima de 23 anos de 382.695 sacas registrada em 3 de novembro.

As chuvas no Brasil continuam no radar do mercado. No exterior, existe a expectativa de que a safra brasileira será cheia no ano que vem, mas de acordo com analistas, o “otimismo exagerado” acaba limitando recuperação mais significativa nos preços. Por aqui, apesar do retorno das chuvas, o produtor segue cauteloso e os negócios devem ganhar fluidez apenas em 2023.

No Brasil, o mercado físico acompanhou e também encerrou com desvalorização nas principais praças de comercialização do país.

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 3,32% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.020,00, Poços de Caldas/MG teve baixa de 2,88%, valendo R$ 1.010,00, Machado/MG teve baixa de 6,80%, negociado por R$ 960,00, Varginha/MG teve queda de 7,41%, valendo R$ 1.000,00 e Franca/SP teve queda de 4,55%, valendo R$ 1.050,00.

O tipo cereja descascado teve queda de 3,06% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.109,00, Poços de Caldas/MG teve baixa de 2,61%, negociado por R$ 1.120,00 e Varginha/MG teve queda de 7,83%, cotado por R$ 1.060,00.

Related posts

FOLHA TÉCNICA: Mudas de café fracas, com mau desenvolvimento, podem ser recuperadas com adubo fosfatado

Fabrício Guimarães

SAFRA MUNDIAL DO ANO-CAFEEIRO 2018-2019 ATINGE 174,5 MILHÕES DE SACAS

Fabrício Guimarães

O impacto da tecnologia no agronegócio

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais