27.3 C
Franca
junho 20, 2024
AgriculturaNotícias

Safra brasileira volta a pesar e café encerra com desvalorização em NY

Londres também recua, apesar da baixa nas exportações do Vietña.

Por Notícias Agrícolas

O mercado futuro do café arábica encerrou o primeiro pregão da semana com desvalorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Acompanhando a safra brasileira e as condições climáticas nas demais origens, a volatilidade deve ser mantida nos próximos dias. 

Setembro/24 teve queda de 290 pontos, negociado por 222 cents/lbp, dezembro/24 registrou queda de 270 pontos, valendo 220,90 cents/lbp, março/25 teve desvalorização de 265 pontos, cotado por 219,75 cents/lbp e maio/25 teve queda de 265 pontos, valendo 218,50 cents/lbp. 

O arábica voltou a ser pressionado pelo andamento da safra do Brasil. “Os preços do café estão sendo pressionados pelo ritmo mais rápido da colheita de café no Brasil. A consultoria Safras & Mercado informou na última sexta-feira que a colheita de café 2024/25 do Brasil foi 29% concluída em 4 de junho, mais rápido do que os 26% do ano passado na mesma época e mais rápido do que a média de 5 anos de 27%”, destacou a análise do site internacional Barchart.  

Em Londres, o robusta também recuou, mas ainda encerrou acima de US$ 4 mil a tonelada. Setembro/24 teve queda de US$ 46 por tonelada, negociado por US$ 4082, novembro/24 teve baixa de US$ 53 por tonelada, valendo US$ 3925, janeiro/25 teve desvalorização de US$ 61 por tonelada, cotado por US$ 3759 e março/25 teve baixa de US$ 71 por tonelada, valendo US$ 3623. 

De acordo com informações da Reuters, as exportações de café do Vietnã nos primeiros cinco meses deste ano somaram 817.514 toneladas métricas, uma queda de 5,8% em relação ao ano anterior, mostraram dados da alfândega do país nesta segunda-feira.

O Vietnã, maior produtor e exportador de café robusta, exportou 79.358 toneladas métricas do produto em maio, uma queda de 47,8% em relação ao mês anterior, segundo os dados.

No Brasil, apesar da queda no cenário internacional, o café manteve a estabilidade nas principais praças de comercialização do país.

Related posts

Conab adia pesquisa de campo sobre levantamento da nova safra

Fabrício Guimarães

TOMATE: COM VARIAÇÃO NA QUALIDADE, PREÇO FICA ESTÁVEL

Fabrício Guimarães

Reestimativa da safra de laranja 2021/22 mantém viés de queda e acumula perda de 30 milhões de caixas em relação à expectativa inicial

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais