15.6 C
Franca
maio 29, 2024
Avicultura

Pintos de corte iniciam 2023 com produção inferior a 600 milhões de cabeças

Após dois meses de volumes superiores a 600 milhões de cabeças, em janeiro o número de pintos de corte produzidos retrocede

Por: AVISITE

Após dois meses consecutivos de volumes superiores a 600 milhões de cabeças, em janeiro de 2023 o número de pintos de corte produzidos no País voltou a ficar abaixo daquele patamar, retrocedendo ao menor nível em seis meses.

Conforme a APINCO, o exercício foi aberto com a produção de pouco mais de 590 milhões de pintos de corte, volume 6,5% superior ao registrado um ano antes, em janeiro de 2023. Mas recuou mais de 5% em relação ao volume de dezembro, quando o total produzido superou os 620 milhões de cabeças. Foi o recorde mensal de 2022.

Com a produção mais recente, o total acumulado em um espaço de 12 meses supera ligeiramente os 6,9 bilhões de cabeças, mantendo quase total estabilidade em relação a idêntico período anterior, pois o incremento é de apenas 0,15% (10,5 milhões de pintos de corte a mais) em relação ao que foi produzido entre fevereiro de 2021 e janeiro de 2022.

Notar, neste caso, que embora esses 6,9 bilhões de cabeças correspondam ao maior volume anualizado registrado desde janeiro do ano passado, continuam aquém do que foi alcançado entre os meses de abril e dezembro de 2021, período em que os volumes acumulados em 12 meses giraram muito próximos dos 7 bilhões de cabeças.

Related posts

Crescimento da economia mineira beneficiará cadeia produtiva da avicultura

Fabrício Guimarães

Ovos: mesmo retrocedendo, preço médio diário aponta evolução de 9,4%.

Fabrício Guimarães

Frango/Cepea: Preço médio da carne recua nesta parcial de maio

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais