15.6 C
Franca
maio 29, 2024
Uncategorized

Mapeamento completo do genoma do morango abre portas para pesquisa

Com a nova descoberta, fica mais fácil desenvolver cultivares mais adaptadas ao Brasil

O que o sequenciamento completo do genoma de uma planta pode nos oferecer? Inúmeras possibilidades de torná-la mais nutritiva, mais saborosa, menos susceptíveis a pragas e doenças e adaptável a intempéries climáticas. Pesquisadores da Universidade de Davis, na Califórnia, concluíram o sequenciamento do genoma do morango cultivado (Fragariax ananassa), abrindo novas possibilidades para o melhoramento genético do fruto. O trabalho foi publicado no início de 2019, na revista Nature.

Esta foi a primeira vez que os cientistas conseguiram montar o genoma completo desta que é uma das frutas mais consumidas no mundo, embora a versão do morango selvagem tenha sido mapeado em 2010.

Dentre os principais aspectos buscados através do melhoramento genético no morango estão a durabilidade na pós-colheita, aumento dos nutrientes e intensificação do sabor. Com o mapeamento genético revelando todos os segredos do fruto, os cientistas agora analisam a melhor forma de utilizarem essas informações.

O estado norte-americano da Califórnia responde por mais de 80% da produção mundial de morango. As principais cultivares da fruta plantadas pelo mundo, inclusive no Brasil, foram desenvolvidas na universidade responsável pela pesquisa.

Para o Brasil, que ainda não conta com variedades de morango com características que atendem as necessidades da planta quanto ao clima e doenças, o sequenciamento genético pode ser uma nova esperança na pesquisa para o desenvolvimento de cultivares mais adaptadas. Na década de 1990, pelo menos seis cultivares foram desenvolvidas por programas de pesquisa em melhoramento genético de empresas como a  Embrapa e o Instituto Agronômico de Campinas (IAC).

Fonte: Globo Rural

Related posts

Soja, milho e carne bovina puxam valor da produção agropecuária, que supera R$ 1,1 trilhão para este ano

Fabrício Guimarães

Uva/Cepea: Clima e custos em alta são desafios a produtores

Fabrício Guimarães

Exportações recordes do agronegócio somam US$ 14,53 bilhões

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais