27.3 C
Franca
junho 20, 2024
AgriculturaNotícias

Café: com maturação antecipada e clima favorável, colheita segue adiantada

Consultoria Safras & Mercado ressalta que trabalhos atingiram 89% da área no Brasil, sendo colhidas 52,4 milhões de sacas

A colheita de café da safra brasileira 2019/2020 atingiu 89% até a última terça-feira, 30. O número faz parte do levantamento da consultoria Safras & Mercado. Na semana anterior, o índice era de 83%. De acordo com a estimativa da empresa para a produção de café do Brasil, de 58,9 milhões de sacas, é apontado que foram colhidas 52,4 milhões de sacas.

A colheita está adiantada em relação ao ano passado, quando 82% da safra estava colhida neste período. Os trabalhos também estão adiantados frente à média dos últimos cinco anos, que é de 78%.

Segundo o consultor Gil Barabach, a colheita de café no Brasil mantém o bom ritmo e avança rumo à reta final. A maturação antecipada e o clima favorável justificam a aceleração dos trabalhos. “Em muitas fazendas a colheita já terminou, restando apenas o trabalho de varrição. A dificuldade com o cereja deve ser uma marca dessa temporada, com floradas irregulares e amadurecimento muito rápido, impedindo que o produtor fizesse uma colheita em ponto apropriado para o preparo de cereja”, comenta.

A colheita do café arábica alcançou 85% da produção, projetada em 40,7 milhões de sacas. O ritmo da colheita está bem acima de igual período do ano passado (76%) e também superior à média dos últimos cinco anos (71%).

No conilon, já foram retirados 97% da produção, estimada em 18,2 milhões de sacas. O percentual colhido está ligeiramente abaixo de igual período do ano anterior (98%) e também aquém da média de cinco anos para o período (99%).

Fonte: Canal Rural

Related posts

Mercado de defensivos dispara na América do Sul.

Fabrício Guimarães

Mercado do couro sem força para reação

Inscrições para o Selo Agro+Integridade estão abertas

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais