17.9 C
Franca
maio 22, 2024
Agricultura

Apesar da preocupação com oferta brasileira, arábica não sustenta alta e recua mais de 3%

Por Notícias Agrícolas:

Postado em: 16/02/23

Depois de abrir o dia com valorização, o mercado futuro do café arábica encerrou a quarta-feira (15) com intensa desvalorização nos preços na Bolsa de Nova York (ICE Future US).

Maio/23 teve baixa de 625 pontos, negociado por 177 cents/lbp, julho/23 teve queda de 615 pontos, cotado por 176,55 cents/lbp, setembro/23 teve baixa de 590 pontos, valendo 175,45 cents/lbp e dezembro/23 teve queda de 575 pontos, valendo 174,05 cents/lbp.

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon também encerrou com desvalorização. Maio/23 recuou US$ 21 por tonelada, negociado por US$ 2049, julho/23 teve queda de US$ 21 por tonelada, negociado por US$ 2032, setembro/23 teve baixa de US$ 18 por tonelada, cotado por US$ 2010 e novembro/23 teve baixa de US$ 16 por tonelada, negociado por US$ 1987.

Com as baixas de hoje, o café devolveu todo o ganho registrado na sessão anterior. Segundo Haroldo Bonfá, após romper níveis técnicos importantes, não sustentou os preços e voltou a ser negociado abaixo de 180 cents/lbp.

“Os preços do café haviam subido no início desta semana, pois as fortes chuvas em Minas Gerais, a maior região produtora de arábica do Brasil, mantiveram os agricultores fora dos campos e atrasaram a aplicação de fertilizantes e pesticidas, o que pode levar a uma menor produtividade do café”, voltou a destacar a análise do site Barchart.

A alta nos estoques certificados também pressiona as cotações de café. . Desde a queda para a mínima de 23 anos de 382.695 sacas em 3 de novembro, os estoques de café arábica da ICE subiram para uma alta de 7 meses e meio de 891.933 sacas.
No Brasil, o preço do café também teve ajuste nas principais praças de comercialização do país.

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 2,68% em Guaxupé/MG negociado por R$ 1.090,00, Machado/MG teve baixa de 3,88%, valendo R$ 1.115,00, Varginha/MG teve queda de 2,59%, valendo R$ 1.130,00, Campos Gerais/MG teve baixa de 2,59%, cotado por R$ 1.127,00 e Franca/SP teve queda de 0,85%, valendo R$ 1.170,00.

O tipo cereja descascado teve queda de 1,68% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.174,00, Varginha/MG teve baixa de 2,46%, valendo R$ 1.4190,00 e Campos Gerais/MG registrou recuo de 2,47%, cotado por R$ 1.187,00.

Related posts

Quais são as preocupações do agro em 2022?

Fabrício Guimarães

Rodada Internacional gera R$ 32 milhões em negócios na Agrishow

Procafé: Trator com tanque dianteiro de calda e bomba elétrica viabiliza dupla operação em cafezais

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais