27.3 C
Franca
junho 20, 2024
Agricultura

Plantio das culturas de inverno avança no Paraná

A cultura do trigo já alcançou 73% da área projetada.

O plantio das culturas de inverno no Paraná registrou um avanço nesta semana, favorecido pelo clima mais seco após as chuvas volumosas no final de maio. As informações são do Boletim de Conjuntura Agropecuária, elaborado pelos técnicos do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, referente à semana de 31 de maio a 6 de junho.

A cultura do trigo já alcançou 73% da área projetada, que é de 1,12 milhão de hectares. Alguns produtores podem ainda revisar suas intenções de plantio devido ao recente aumento dos preços. Em 5 de junho, a saca de trigo estava sendo comercializada a R$ 75,00 na maioria das praças, um valor superior ao índice trimestral de custo variável, estimado em R$ 67,41 com base nos preços de maio. Se os preços se mantiverem nesse patamar ao longo de junho, os valores recebidos podem superar os custos variáveis pela primeira vez desde março de 2023, quando o custo da saca era de R$ 82,84 e a média do preço recebido pelo triticultor foi de R$ 87,37.

O custo da produção de trigo está 4% inferior ao registrado na última pesquisa, realizada em fevereiro, e 8% menor que o de maio de 2023, devido principalmente à queda no preço dos fertilizantes. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) também divulgou o preço mínimo para a cultura do trigo, estipulado em R$ 78,51 para a região Sul a partir de 1º de julho, acima do preço praticado no mercado, mas 11% abaixo do mínimo vigente até 31 de junho.

O plantio da cevada, que ocorre mais tarde que o do trigo, também avançou e atingiu 27% da área prevista, o maior percentual já registrado. Este avanço está diretamente relacionado à expansão do plantio na região dos Campos Gerais. Pela primeira vez, a regional de Guarapuava não será a principal região administrativa em tamanho de área para a cevada, sendo superada pela regional de Ponta Grossa. Muitos produtores estão plantando cevada pela primeira vez nessa região, enquanto produtores mais experientes reduziram suas áreas na região de Guarapuava.

No Paraná, a área total plantada com cevada em 2024 deve alcançar 75,2 mil hectares, uma redução de 14% em relação a 2023. No entanto, a produção pode superar em 20% as 278 mil toneladas colhidas na última safra, quando as produtividades foram prejudicadas pelas chuvas durante a colheita.

Related posts

Cooxupé divulga que 97% da safra cafeeira de seus cooperados está concluída.

Fabrício Guimarães

Milho para exportação segue recuando.

Fabrício Guimarães

Café devolve parte dos ganhos da semana anterior

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais