17 C
Franca
abril 24, 2024
AgriculturaNotícias

Plano Safra 2019/20 : Presidente da Cotrijal destaca aporte ‘robusto’ para o seguro rural

O Plano Safra 2019/2020 contará com R$ 225,6 bilhões para financiamentos de grandes, médios e pequenos produtores, conforme anúncio nesta manhã (18/06). O presidente da Cotrijal, Nei César Manica, acompanhou o anúncio em Brasília (DF) durante cerimônia que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro e da ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Para o anúncio, o governo reservou R$ 225,59 bilhões para o plano agrícola e pecuário e mais do que dobrou o seguro rural, que alcança a cifra inédita de R$ 1 bilhão. Também liberou mais verbas para subvenção do crédito dos pequenos produtores. E os médios produtores serão beneficiados com aumento de 32% nas verbas de custeio e investimento, as taxas compatíveis com o seu negócio. Ainda pela primeira vez, os pequenos agricultores vão poder usar recursos do Plano Safra para construir ou reformar suas casas. Outra boa novidade é que o agronegócio passa a ter mais opções de financiamentos em bancos.

Para Nei César Manica, a unificação dos ministérios apresentou uma política para todos os produtores brasileiros, que mostra a força do setor. “O anúncio ficou dentro da expectativa e seguiu a realidade da economia brasileira. O governo entendeu que o produtor necessita de um seguro rural robusto, com garantia de custeio da produção, com renda. O que para esse ano conseguimos um bom avanço.”, destacou Manica.

Mais recursos
Serão R$ 169,33 bilhões para custeio, comercialização e industrialização. E R$ 53,41 bilhões para investimentos. O montante é semelhante ao do ano passado, quando as cifras para a agricultura empresarial e a familiar eram separadas. Depois de 20 anos, essa foi a primeira vez em que as regras foram apresentadas de forma conjunta.

Durante seu pronunciamento do anúncio do Plano Safra 19/20, a Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, falou sobre os recursos que estarão disponíveis para os produtores rurais e as novas formas de financiamento para o setor agropecuário brasileiro.

De acordo com a ministra, um valor recorde de quase R$ 5 bilhões serão destinados a produtores rurais que se enquadram no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), com taxas entre 3% e 4,6% ao ano. Para médios produtores e pequenos que não se enquadram no Programa, a taxa será de 6% ao ano, enquanto que grandes produtores terão taxas de 8% ao ano.

Dentre as novas ferramentas de crédito, a ministra anunciou R$ 55 bilhões para as Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs), a emissão da Cédula do Produto Rural (CPR) com correção pela variação cambial e a possibilidade de emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) e Certificados de Direitos Creditórios do Agronegócio (CDCA) no exterior.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Cotrijal

Related posts

Irrigação com nitrogênio em produção de café conilon

Fabrício Guimarães

Novo porta-enxerto de café IAC resistente a nematoides está em fase final da pesquisa

Fabrício Guimarães

Preços da soja derretem nesta terça, seguindo baixa de Chicago.

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais