12.4 C
Franca
julho 21, 2024
Agricultura

Ministério da Agricultura prepara lançamento do Plano Safra 2023/2024 para final de junho  

Ministro Carlos Fávaro quer Plano mais robusto do que o do ano passado e busca alternativas como a liberação de recursos em dólar, via BNDS  

A um mês da data em que, normalmente se anuncia o Plano Safra – principal política pública para financiamento da agricultura brasileira – o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, anuncia que trabalha por um Plano Safra mais robusto que o do ano passado, que ofereceu aportes de  R$ 340,88 bilhões, superando a expectativa de produtores e representantes de entidades ligadas. A assessoria de comunicação do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) informou que ainda não há uma data oficial para lançamento do Plano, mas que a previsão é que o anúncio seja feito no final de junho, como tradicionalmente acontece.

Na semana passada, Fávaro voltou a se reunir com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, para debater o assunto. Segundo ele, novas oportunidades de crédito,  como a liberação de recursos, em dólar, através do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), têm sido  uma forma paralela ao sistema de liberação de recursos pelo governo. E os ministérios da Fazenda e da Agricultura estão intensificando a busca por mecanismos como esse para permitir que o mercado  financie a agropecuária sem que haja, necessariamente, a participação do Tesouro.

“Não podemos achar que essa será a regra principal, até porque quem produz milho, arroz, leite, feijão e hortaliças precisa de custeio e não tem hedge natural em dólar e por isso precisa de juros mais baixos para poder colocar o alimento na mesa dos brasileiros”, afirmou.

Práticas Sustentáveis contarão pontos a favor

Em março desse ano, Fávaro anunciou que o Plano Safra 2023/24 terá a agricultura de baixo carbono como linha mestra, uma vez que a agricultura sustentável é uma das prioridades do governo Lula. A ideia é que os produtores que adotarem práticas sustentáveis possam ter melhores condições de financiamento.

Related posts

Cocapec realiza dia de campo em Ribeirão Corrente.

Fabrício Guimarães

Exportações do agronegócio mineiro crescem no primeiro trimestre

Fabrício Guimarães

Café: Preço médio do arábica na safra 2018/19 é o menor desde 2001/02

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais