23.4 C
Franca
fevereiro 23, 2024
Agricultura

GOVERNO PAULISTA LIBERA RECURSOS PARA SEGURO RURAL

Tirso Meirelles, vice-presidente do Sistema FAESP/SENAR-SP participou da reunião do FEAP que deliberou sobre a medida

A Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo (FAESP) informa que a Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA-SP) disponibilizou, por meio do Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista – O Banco do Agronegócio Familiar (FEAP BANAGRO) –, recursos de R$ 85 milhões para o programa estadual de subvenção ao Prêmio do Seguro Rural. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo, na data de ontem (24/01).

Para o ano de 2023, será concedido o valor máximo de subvenção de R$ 25 mil por beneficiário. Os limites são de até 20% para as culturas de cana de açúcar e soja e 30% para as demais culturas/atividades, do valor do prêmio líquido total de seguro rural contratado com as seguradoras credenciadas.

Tirso Meirelles, vice-presidente da FAESP, é membro do Conselho do FEAP e participou, na semana passada, da reunião que deliberou sobre esta medida. De acordo com o texto publicado no Diário Oficial, o objetivo da SAA-SP “é dar continuidade ao Projeto Estadual de Subvenção do Prêmio de Seguro Rural, garantindo aos produtores rurais cobertura para as perdas das culturas, ocasionadas por fenômenos naturais adversos e/ou redução de receita, e cobertura da vida animal, bem como das perdas no pomar citrícola decorrentes da contaminação pelas bactérias Xanthomonas axonopodis pv. citri (Cancro Cítrico) e Candidatus liberibacter ssp (Greening). Objetiva-se ainda, massificar o uso de seguro rural, a fim de reduzir o valor do prêmio, proporcionando aos produtores maior estabilidade de renda com a minimização de riscos.”

Related posts

Exportação de café caiu em agosto, mas acumulado de 2019 é o melhor em 5 anos

Fabrício Guimarães

FAESP ITINERANTE “ENCONTRO DE LIDERANÇAS” REÚNE PRODUTORES RURAIS EM ENCONTROS ESTRATÉGICOS

Fabrício Guimarães

EXPORTAÇÃO DO AGRONEGÓCIO RENDE MENOS E IMPORTAÇÃO DE INSUMOS ONERA MAIS

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais