17 C
Franca
abril 24, 2024
Agricultura

Cafeicultores estão incertos quanto ao volume da safra.

O setor cafeeiro nacional deve registrar novamente um ano desafiador. No curto prazo, ainda há incertezas quanto ao volume a ser colhido, sobretudo no Brasil. Do lado da demanda, a economia mundial registrando crescimento tímido e o cenário inflacionário são fatores que podem limitar o consumo de café. Para o arábica, mesmo com o clima favorável na maior parte das regiões produtoras brasileiras nos últimos meses de 2022, muitos agentes consultados pelo Cepea estão receosos com o volume a ser colhido da variedade na próxima safra (2023/24).

Conforme dados do boletim informativo do Cepea, apesar de o Brasil ter registrado inicialmente boas floradas para a temporada 2023/24, o parque cafeeiro de arábica nacional carrega ainda sequelas dos últimos anos mais secos que o normal e das geadas registradas em 2021.

Já para o robusta, o cenário climático e o desenvolvimento da safra 2023/24 têm sido um pouco mais preocupantes, devido ao tempo mais seco no segundo semestre de 2022 no Espirito Santo. Além disso, o desenvolvimento inicial da safra apresentou um alto percentual de desfolha, o que atrapalhou o pegamento das flores e o desenvolvimento da safra.

Related posts

Indústria de café do Brasil luta para achar grãos de qualidade

Fabrício Guimarães

Café/Cepea: Receios econômicos e avanço da colheita pressionam valor do arábica em julho.

Fabrício Guimarães

3º encontro da Plataforma Global do Café discute os avanços da sustentabilidade na cadeia produtiva

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais