10.2 C
Franca
maio 29, 2024
AgriculturaNotícias

Setor cafeeiro tem limite de crédito ampliado

A taxa de juros será de 7% para custeio e estocagem e 9,5% para FAC e Capital de Giro

a safra 2019/2020, o limite de crédito de custeio para as cooperativas, com recursos do Funcafé (Fundo de Defesa da Economia Cafeeira), passará de R$ 3 milhões para R$ 30 milhões. A medida foi proposta pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Plano Safra 2019/2020, que entra em vigor hoje (1º), e aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) na quinta-feira passada (27). Foi mantido o limite por cooperado em R$ 500 mil.

“Essa ampliação vem expandir o atendimento aos cooperados, pois até então, ao tomar crédito de custeio as cooperativas tinham o mesmo limite do produtor individual”, esclarece o diretor do Departamento de Comercialização e Abastecimento, da Secretaria de Política Agrícola do Mapa, Silvio Farnese.

Além disso, o CMN manteve a taxa de juros em 7% para a custeio e estocagem e, em 9,5% para FAC (Financiamento para Aquisição de Café) e Capital de giro, apesar da elevação ocorrida nas demais linhas de crédito com outras fontes. De acordo com o diretor, “essa foi uma decisão para ampliar o apoio ao setor nesse momento de dificuldade com a queda nos preços recebidos pelos produtores”.

O volume de recursos do fundo para a safra atual, aprovado anteriormente, é de R$ 5,06 bilhões, sendo R$ 1,3 bilhão para o custeio. Os contratos com os 35 agentes financeiros que irão operar com o Funcafé estão em processamento para garantir o início das operações.

Fonte: Agrolink

Related posts

Brasil embarca 3,148 milhões de sacas de café em outubro

Fabrício Guimarães

O incrível mundo novo do café

Fabrício Guimarães

Brasil registra alta de 19% e exporta 3 milhões de sacas de café em julho.

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais