17.8 C
Franca
abril 24, 2024
Gestão RuralPecuária

Boi gordo: tendência no curto prazo é de alta para a arroba, diz consultoria

Safras & Mercado afirma que situação é complicada para frigoríficos de menor porte, que encontram dificuldades para a composição de suas escalas de abate

O mercado físico do boi gordo teve preços pouco alterados nesta segunda-feira, (12). Segundo a consultoria Safras & Mercado, o viés no curto prazo é de alta nos preços, diante de uma situação complicada para os frigoríficos de menor porte, que vão encontrando dificuldades para a composição de suas escalas de abate.

“Já a situação dos frigoríficos de maior porte é muito mais confortável, com contratos a termo e de outras modalidades de parceria suprindo suas necessidades. A oferta de animais terminados, de um modo geral, é restrita, com os pecuaristas priorizando o cumprimento de contratos pré-fixados”, diz Fernando Henrique Iglesias, analista de mercado.

No atacado, os preços da carne bovina subiram. Conforme Iglesias, a expectativa de grande consumo no feriado Dia dos Pais se confirmou. “No entanto, a demanda deve arrefecer a partir de agora, pois, normalmente, na segunda quinzena de cada mês a reposição entre atacado e varejo é mais lenta”.

O corte traseiro passou de R$ 11 por quilo para R$ 11,15 o quilo. O corte dianteiro ficou em R$ 8,65 por quilo, com alta de R$ 0,05. Já a ponta de agulha ficou em R$ 8,10 o quilo, com alta de R$ 0,10.

Fonte: Agência Safras

Related posts

Quais consequências o produtor pode sofrer pelos erros na declaração do ITR?

Fabrício Guimarães

Agenda de Rodeios da Região em Julho (Rifaina e São Tomas de Aquino)

Fabrício Guimarães

PARABÉNS A TODOS OS PROFISSIONAIS DA AGRONOMIA E AGROPECUÁRIA!!

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais