18.5 C
Franca
abril 13, 2024
Agricultura

Alternativas de irrigação para alface podem mitigar clima

“Tendo pequenas raízes este vegetal é vulnerável à falta de água”

Um estudo realizado pelo Instituto de Investigações Agropecuárias do Chile (INIA) sobre a resposta à irrigação de alface descobriu que algumas alternativas podem mitigar as mudanças climáticas. A pesquisa concentrou-se na região metropolitana, sendo que 79% da área cultivada desse vegetal está localizada em todo o país.

A alface é o vegetal mais popular do mundo e o Chile não é a exceção a essa tendência. Suas qualidades nutricionais e a opção de consumi-lo ao longo do ano fazem dele a hortaliça mais consumido e de maior relevância econômica. Entretanto, o déficit hídrico e a mudança de temperatura, como consequência das mudanças climáticas, poderiam limitar seu cultivo e, portanto, afetar a resposta a uma demanda que busca alimentos saudáveis, seguros e de qualidade.

Isto foi explicado pelo especialista em irrigação do INIA La Platina, Dr. Alejandro Antunez, que junto com o pesquisador Carlos Blanco, especialista em vegetais no mesmo centro, por dois anos estudou os fatores que afetam o rendimento e qualidade da alface ou escarola iceberg no Chile (Lactuca sativa L. var capitata), no clima semi-árido do vale do Maipo.

“Tendo pequenas raízes este vegetal é vulnerável à falta de água. Portanto, a quantidade de água aplicada é altamente relacionada ao crescimento, produtividade e qualidade desta espécie. Por um lado, é sensível ao excesso, porque aumenta o desenvolvimento de doenças fúngicas e, por outro lado, é extremamente sensível ao déficit, a redução do número de deformidades e instabilidade de alface “, disse Antunez.

Fonte: Agrolink

Related posts

Iniciou hoje a 5° Feira da Banana em Delfinópolis/MG

Fabrício Guimarães

Com alta de 37%, contratação de crédito rural chega a R$ 97,75 bilhões em três meses do Plano Safra

Fabrício Guimarães

Evento Abertura da Safra Mineira de Café destaca setor produtivo da região.

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais