19.3 C
Franca
abril 13, 2024
AgriculturaNotícias

Coopercitrus apresenta faturamento de R$ 4,1 bilhões, em 2018

A Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais apresentou em sua Assembleia Geral Ordinária (AGO), no dia 29 de março, o balanço financeiro e das atividades de 2018, que registrou um faturamento de R$ 4,112 bilhões, com as operações próprias e da Agripetro, que compõe o grupo econômico Coopercitrus.

Este faturamento representa alta de 26,9% sobre os valores de 2017, que foi de R$ 3,24 bilhões. A receita de 2018, só com a cooperativa foi de R$ 3,884 bilhões, apresentando um aumento de 29,04% sobre os R$ 3,010 bilhões do ano anterior.

O presidente do conselho de administração da Coopercitrus, durante sua apresentação na AGO, ressaltou que os resultados positivos da cooperativa excederam as expectativas de evolução que era de 20%. “Esse crescimento se deve ao conjunto de fatores. Entre eles, as condições comerciais diferenciadas, o apoio à utilização de tecnologias e a presença integral do nosso corpo técnico de consultores e especialistas a campo. Foi um ano desafiador, mas com as estratégias de expansão baseada nos pilares de atuação, a Coopercitrus conseguiu oportunizar aos cooperados uma prestação de serviços eficiente, para que o produtor tenha uma redução de seus custos”, afirmou o presidente.

Com mais de 35 mil cooperados, a Coopercitrus, em 2019, continuará seu plano de expansão e chegará a Goiás, com uma loja que será inaugurada em breve, em Itumbiara, além das inaugurações nos municípios de Alfenas, MG e Votuporanga, SP.

O presidente executivo da Coopercitrus, Fernando Degobbi, ressaltou em sua fala na assembleia, que a cooperativa vem buscando formas para que os cooperados alcancem produtividade com condições financeiras acessíveis. “Agradeço aos cooperados, que acreditam na cooperativa, pois estes resultados, só são possíveis graças à confiança e participação. Temos buscado opções de oferecer os melhores serviços com tecnologia aos produtores com condições comerciais. Uma modalidade que vem crescendo e oferecendo vantagens de negociação é o barter, a troca, de produtos e serviços por café e grãos”, comentou o executivo.

Fonte: Coopercitrus

Related posts

Vendas de adubo da Yara em 2019 superam as de igual período de 2018

Fabrício Guimarães

Consumo mundial de café atinge 165 milhões de sacas de 60kg

Fabrício Guimarães

Café: veja o que esperar do mercado após queda histórica do petróleo

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Usamos cookies para melhorar sua experiência no site. Aceitar Leia Mais